Cindinha
B130

Cindinha

Banca: 130

A D. Cindinha foi criada com os seus padrinhos. O seu padrinho era garanjeiro e a sua madrinha cultiva hortalíças e flores, que vendia depois no Mercado do Bolhão, aos fins de semana. Cindinha lembra-se de ter 9 ou 10 anos quando vinha acompanhar a sua madrinha. Vinham do outro lado do rio, de Canelas, muitas vezes a pé, até à centro da cidade. 

Mais tarde, com 20 anos de idade, Cindinha fica a tomar conta da banca da sua madrinha no mercado. Hoje, com 76 anos, Cindinha já perdeu a conta ao número de anos que está no Bolhão. Para a sua banca, ainda traz as rosinhas de santa teresinha e as violetas, muito apreciadas pelos clientes, que continua a cultivar com satisfação na sua terra. Cindinha confessa-nos que adora fazer arranjos bonitos com suas flores e que, apesar da idade, mantém vivo o amor pela sua arte.