Artesanato Miló
B32, B33

Artesanato Miló

Bancas: 32-33

A D. Miló tinha 12 anos quando conheceu o Mercado do Bolhão pela mão da sua mãe, que vendia fruta. Nessa época, estudava para poder tirar contabilidade, mas nas horas livres estava sempre no mercado a ajudar: às 5h da manhã ia para o Ferreira Borges comprar fruta e ajudar, dessa forma, a sua mãe. Foi assim até aos seus 18 anos, idade em que foi trabalhar para fora, mas continuou aos domingos e em algumas manhãs que tinha livres a ir para o mercado ajudar a família. Só mais tarde, a D. Miló desistiu do seu trabalho e voltou ao Bolhão para ajudar a sogra a depenar frangos e coelhos, até aos seus 35 anos. Por motivos de saúde do seu marido, a D. Miló decidiu mudar de área de atividade e abriu uma banca de artesanato, aberta até hoje. Dialogar com os clientes, aprender com quem a visita foi, conta-nos a D. Miló, o sonho que sempre a moveu.